Segundo um levantamento da vice-presidência de Comunicação do Sindicato dos Condomínios Residenciais e Comerciais Distrito FederalSindiCONDOMÍNIO/DF, o número de reclamações em condomínios aumentou em 50%, a grande maioria por barulho desde o início do isolamento causado pelo coronavírus



O isolamento social provocado pela quarentena está exigindo trabalho remoto de alguns que, incomodados com barulhos de crianças, lives ou até mesmo cantoria na janela, acabam confrontando o síndico sobre a questão.


E como mediar esses conflitos? 
Na avaliação da diretoria-executiva do Sindicato dos Condomínios Residenciais e Comerciais Distrito Federal - SindiCONDOMÍNIO/DF, o bom senso deve prevalecer uma vez que trata-se de uma situação de exceção. As crianças, têm sido muito afetadas também. Muitas usam os pilotis dos prédios para brincar, mas acabam exagerando na dose. Lembrando que muitos estão trabalhando de casa nesta época.

As normas não mudaram e a lei é clara: das 22 às 8 horas, o barulho deve ser reduzido ou zerado. Nesses casos excepcionais, prevalecerá o bom senso e a conversa individual por aplicativo com condôminos.